× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: samueleagatha

Baixar

Ágatha e Samuel

SEJAM BEM-VINDOS AO NOSSO SITE
Ágatha e Samuel

Sobre os noivos

E foi assim que tudo começou...

Quando a Ágatha e o Samuel se conheceram era um dia comum de julho. Para quem gosta de detalhes vamos ser mais exatos: era domingo, 22 de julho, na sorveteria Beijo Frio, às 21 horas.

Ela conheceu ele porque virou a vela oficial de uma amiga. O namorado da amiga, já chateado com a situação, resolveu apresentar um amigo gente boa pra Ágatha, pra ver se assim ela largava do pé deles. Ele conheceu ela porque era o amigo gente boa.

Ele se ofereceu para levar ela em casa no dia que se conheceram achando que iria ganhar um beijo, ela desceu antes mesmo do carro parar.

Ela foi visitar Pirenópolis com os tios um dia depois, ele ligou pra mãe e disse que a nora dela ia passar lá.

Ele mandou “Logo eu” do Jorge e Matheus, ela ouviu 10 vezes antes de dormir.

Ele fez um jantar pra ela, ela nem suspeitou que era um pedido de namoro.

Ela achou massa quando ele disse que também corria e gostava de comida japonesa.

Ele quase morreu na primeira corrida e desistiu de gostar de comida japonesa no primeiro mês de namoro, ela achou engraçado.

Ele começou a assistir The Walking Dead, ela começou a frequentar cachoeira.

Ele aprendeu planejar, ela aprendeu a decidir em cima da hora.

Ele aprendeu a correr, ela aprendeu a desacelerar.

Ele continua achando que cinema é bom lugar pra namorar, ela nem lembra o último filme que viu sem dormir.

Ela detesta sol, ele gosta de calor.

Eles têm uma lista de coisas para fazerem juntos, tem coisa boba como tomar banho em um chafariz de praça. (oi?!)

Ela não vê filme de terror porque morre de medo, ele diz que não vê por causa dela. (sei.)

Eles comemoram quando fazem qualquer coisa juntos pela primeira vez. (é sério, qualquer coisa mesmo!)

Ela é de família nordestina, mas é ele que não vive sem farinha e rapadura.

Ele é do tipo que não importa se ficar para amanhã, ela é do tipo que acha que deveria ter sido feito ontem.

Ele não vê "Grey's Anatomy", mas ouve pacientemente ela contar o resumo de cada episódio. (de cada um dos mais de 300 episódios.)

Ele gosta de cachorro em casa, ela tem rinite.

Ele é psicólogo, ela é publicitária.

Eles gostam de fazer trilha e jogar War.

Ele tem sardas, ela tem roxos da academia.

Ela gosta de inventar apelidos, ele acha engraçado até os dedos dos seus pés terem ganhado apelidos.

Eles ensaiam comprar uma Crocs igual desde que fizeram 2 anos de namoro, mas escolher a cor sempre faz a compra ficar pra depois.

Ele toca e canta, ela não arrisca nem o "parabéns pra você” sozinha.

Eles gostam de combinar as Havaianas. Atualmente ele é Popeye e ela, Olívia Palito.

Ela chora fácil, ele desmaia fácil.

Ele não deixa ela esquecer de tomar água, comer salada e guardar os chocolates que ganha para depois, ela não deixa ele esquecer o filtro solar, o sabonete para o rosto e o lombrigueiro em setembro.

Eles gostam de falar na linguagem do "inho". Nenenzinho, gordinho(a), beijaflorzinho, pezinho, chatinha(o), beijinho, cherinho. (olha a diabete subindo.)

Ela ensinou pra ele os “paranauês” das planilhas financeiras, ele ensinou ela dirigir, andar de patins e soltar pipa.

Ele aprendeu a fazer carne bem passada, ela está aprendendo a comer com menos sal.

Ela queria casar e viajar, ele queria subir no altar.

Eles vão casar, subir no altar e depois viajar, assim todo mundo ficar feliz.

E por falar em felicidade, você é nosso convidado especial para o dia 7 de abril de 2018, onde começaremos mais uma aventura juntos.